Diferença entre Commit e Push

Se você é um entre milhões na comunidade de desenvolvedores, é provável que já tenha ouvido falar sobre o conceito de controle de versão. É uma ferramenta ou sistema poderoso que o ajuda a cuidar do seu trabalho, permitindo que você mova seus arquivos, documentos e outras coleções de informações relacionadas ao seu projeto rapidamente. E existem inúmeras ferramentas para esse tipo de trabalho no mercado, tanto proprietárias quanto de código aberto. Git é um dos mais populares e amplamente usava sistemas de controle de versão no mundo hoje e um número impressionante de projetos dependem do Git para controle de versão. Git é gratuito e Código aberto sistema de controle de versão distribuído projetado para rastrear alterações no código-fonte durante o desenvolvimento do software.

Um projeto Git é representado por uma estrutura de dados chamada repositório onde todas as informações relacionadas ao projeto são armazenadas, incluindo o histórico completo do projeto desde o seu início. Ele rastreia todas as alterações feitas nos arquivos ao longo do tempo, construindo uma linha do tempo conforme você prossegue com o projeto. Um repositório, por sua vez, consiste em um conjunto de instantâneos individuais do conteúdo do projeto - coleção de arquivos e repositórios - chamados de commits. Quando você quiser compartilhar o desenvolvimento do seu projeto com o mundo, você deve empurrar depende de um controle remoto ao qual você tenha acesso de gravação. Seus branches locais não são sincronizados automaticamente com os repositórios remotos - você tem que empurrar explicitamente os branches que deseja compartilhar.





O que é Commit?

O Git considera seus dados mais como um conjunto de instantâneos, como um mini sistema de arquivos ou versões de um projeto chamado commits. Cada vez que você confirma ou salva o estado do seu projeto a qualquer momento, o Git basicamente tira um instantâneo da aparência dos seus arquivos no momento e armazena uma referência a esse instantâneo. UMA comprometer O objeto contém metadados para cada mudança feita no repositório, incluindo o autor, o committer, a data de confirmação e a mensagem de log. Cada confirmação aponta para um objeto de árvore que captura o estado do repositório no momento em que a confirmação foi realizada, tudo em um instantâneo completo. Conforme você faz mudanças no código ao longo do caminho, você cria um punhado de commits - um commit separado para cada mudança que você faz. Git atribui a cada commit um ID único que rastreia o quê, quando e quem das mudanças feitas.



O que é Push?

Cada desenvolvedor tem seu próprio repositório privado para rastrear suas alterações. Você faz suas alterações localmente e quando estiver pronto para compartilhá-las com outros desenvolvedores, você as envia de volta para o repositório que todos compartilham. Commit salva as alterações feitas apenas no repositório local, mas não no repositório remoto. Seus commits não são sincronizados automaticamente com o repositório remoto - você deve explicitamente enviar os commits que deseja compartilhar. Ao usar o comando push, você aplica suas alterações ao repositório upstream. Cada projeto de código aberto tem sua própria maneira de aceitar as alterações. Alguns projetos usam um sistema de controle de versão totalmente distribuído, onde apenas uma pessoa pode enviar as alterações para o repositório principal, enquanto há um modelo de repositório compartilhado onde todos os desenvolvedores podem enviar para um repositório compartilhado.

Diferença entre Commit e Push

Fundamentos

- Empurrar vem depois de cometer. O Git commit registra e rastreia as alterações no repositório com cada commit aponta para um objeto de árvore que captura o estado do repositório no momento em que o commit foi executado, tudo em um instantâneo completo. Mas commits salva as mudanças apenas no repositório local, mas não no repositório remoto. O Git push atualiza suas alterações confirmadas e permite que você as envie para o repositório remoto onde todos os desenvolvedores podem acessá-las. Quando você usa o comando push, ele simplesmente atualiza suas alterações no repositório upstream.

Comando

- Os commits do Git são locais, o que significa que são registrados apenas na máquina em que os commits realmente ocorrem. O comando “git commit” é usado para dizer ao Git para salvar suas mudanças no repositório local e você tem que dizer especificamente ao Git quais mudanças você deseja incluir em um commit antes de usar o comando “git commit”. Você pode usar o comando “git push” para enviar os commits do repositório local para um repositório remoto. O comando “push” atualiza novos commits locais em um servidor remoto. O push leva dois argumentos: o nome remoto (origem) e o nome do branch (mestre).



Commit vs. Push: Gráfico de Comparação

Resumo de Commit vs. Push

Resumindo, commit é a unidade fundamental de mudança no Git. Ao contrário de outros centralizado modelos de controle de versão, o Git considera seus dados mais como um conjunto de instantâneos chamados de commits. Eles são como um instantâneo de todo o conteúdo do repositório, junto com todas as informações relacionadas ao projeto e a relação desse estado do repositório com outros estados registrados conforme o conteúdo evoluiu ao longo do tempo. Um objeto de confirmação contém metadados para cada mudança feita no repositório, incluindo o autor, o committer, a data de confirmação e a mensagem de log. Mas o commit salva as mudanças apenas no repositório local, mas não no repositório remoto. O Git push atualiza suas alterações confirmadas e permite que você as envie para o repositório remoto onde todos os desenvolvedores podem acessá-las.

Publicações Populares

Diferença entre um gerente de Hollywood e um agente

Eles são chamados de 'gerentes de talentos' e 'agentes de talentos' em Hollywood. Essas duas podem ser profissões confusas para alguém novo no mundo da atuação ou indústria

O século Boeing

Durante seus 100 anos de história, a empresa de William Boeing desenvolveu muitos dos aviões mais icônicos de todos os tempos. O maior do mundo

Everyman’s Gun - The AK-47

Como a política da Guerra Fria fez do AK-47 a arma mais onipresente do mundo. Além disso, Fidel, Saddam e a história das armas automáticas. Uma arma sozinha foi

Diferença entre Lynx e Bobcat

Lynx vs Bobcat O mundo da taxonomia pode ser um lugar complicado. Os chihuahuas são da mesma espécie dos mastins, apesar de sua vasta aparência. Pumas,

Diferença entre norma social e norma de mercado

Embora possamos não perceber, a sociedade é movida por forças ocultas que afetam emoções, comportamentos e pensamentos. Estes são categorizados em normas sociais e

Diferença entre processador AI e processador normal

A indústria de TI testemunhou muitas transformações no passado e o mais recente em uma onda de novos avanços tecnológicos é a 'Inteligência Artificial' (IA)