Diferença entre células galvânicas e células eletrolíticas

Existem dois tipos de células eletroquímicas: células galvânicas - com processos redox espontâneos que permitem o fluxo contínuo de elétrons pelo condutor, por meio das quais a energia química é transformada em elétrica; e eletrolítico, onde as reações redox são influenciadas por uma fonte externa de corrente, onde a eletricidade é convertida em energia química.

Diferença entre células galvânicas e células eletrolíticas



O que é Galvanic Cell?

As células galvânicas são sistemas nos quais a energia química é transformada em elétrica e, como resultado, é gerada corrente. Em células galvânicas, a corrente contínua é gerada como resultado do processo redox (oxidação-redução). O elemento galvânico consiste em duas meias-células. A meia-célula consiste no eletrólito e no eletrodo imerso nele. Entre essas meias-células deve ser fornecido um contato, conectando o eletrólito com uma ponte de sal ou membrana semicondutora e conectando o eletrodo com o condutor. A separação do processo redox é explicada pelo comportamento dos eletrodos em relação ao eletrólito. A opção mais simples é que a meia-célula seja formada por um eletrodo de metal imerso em um eletrólito contendo íons correspondentes ao eletrodo. O comportamento dos metais no eletrólito depende da reatividade do metal, ou seja, sua tendência para se dissolver.



Diferença entre células galvânicas e células eletrolíticas

O que é célula eletrolítica?

A corrente elétrica através da célula eletroquímica pode ser iniciada de duas maneiras. O primeiro é conectar eletrodos com um condutor em um circuito elétrico fechado. Ao fechar o circuito elétrico, é possível induzir espontaneamente reações de eletrodo em ambas as fases do metal / eletrólito. Além disso, a energia da corrente é liberada às custas da energia de uma reação química espontânea. Uma célula que funciona dessa maneira é chamada de célula galvânica. Isso foi explicado acima. Outra maneira é fechar o circuito elétrico por ligação serial de uma fonte externa de corrente em oposição à tensão da célula, em que a tensão externa é maior do que a força eletromotriz da célula. Ele direciona a corrente na direção oposta à direção de seu fluxo espontâneo através da célula. Por causa disso, as reações dos eletrodos na célula devem ser contrárias à direção de seu fluxo espontâneo. Os processos forçados em uma célula eletroquímica sob a influência de uma fonte externa de corrente elétrica são chamados de eletrólise, e a célula eletroquímica nesse modo de operação é chamada de célula eletrolítica.



Diferença entre célula galvânica e eletrolítica

  1. Definição de célula galvânica e eletrolítica

Nas células galvânicas existem processos redox espontâneos que permitem o fluxo contínuo de elétrons através do condutor, por meio do qual a energia química é convertida em elétrica. Em uma célula eletrolítica, as reações redox ocorrem sob a influência de uma fonte externa, onde a eletricidade é convertida em energia química. As reações redox não são espontâneas.

  1. Técnica de célula galvânica e eletrolítica

As células galvânicas geram eletricidade com o auxílio de reações químicas. Nas células eletrolíticas, uma corrente elétrica é usada para o desenvolvimento de uma reação química, utilizando uma fonte externa ao longo do caminho.

  1. Projeto de célula galvânica e eletrolítica

As células galvânicas consistem em dois eletrodos diferentes imersos em soluções de seus íons que são separados por uma membrana semipermeável ou uma ponte salina. As células eletrolíticas consistem em um recipiente eletrolítico no qual dois eletrodos são conectados a uma fonte CC. O eletrólito pode ser um fundido ou uma solução aquosa de algum sal, ácido ou álcali.



  1. Polaridade do eletrodo na célula galvânica e eletrolítica

Nas células galvânicas, o ânodo é o negativo e o cátodo é o eletrodo positivo. Nas células eletrolíticas, ocorre o oposto.

  1. Reação química em célula galvânica e eletrolítica

No caso de célula galvânica, a reação de oxidação ocorre no ânodo (eletrodo negativo) onde há um excesso de carga negativa. No cátodo, a reação de redução acontece, induzindo um acúmulo positivo de carga. No caso da célula eletrolítica, uma fonte externa é usada para desencadear uma reação. No eletrodo negativo, os elétrons são empurrados para fora dele - então a fase de redução acontecerá no eletrodo negativo. No eletrodo positivo ocorre a fase de oxidação - e este é o ânodo.

  1. Aplicação de Célula Galvânica e Eletrolítica

As células galvânicas são usadas como fonte de corrente elétrica e são mais comumente chamadas de baterias ou acumuladores. As células eletrolíticas têm diferentes usos práticos, alguns deles sendo hidrogênio e gás oxigênio para aplicações comerciais e industriais, galvanoplastia, extração de metais puros de ligas e assim por diante.

Célula galvânica vs. eletrolítica: comparação em forma tabular

Célula Galvânica VERSUS Célula Eletrolítica

Resumo de célula galvânica vs. célula eletrolítica

  • Uma célula eletroquímica é composta por duas meias-células ou eletrodos cujo contato é feito por meio de um eletrólito (condutor iônico). Meias células, se separadas, podem ser unidas por uma ponte salina (solução concentrada de eletrólitos em gel de ágar-ágar). A célula galvânica produz corrente elétrica com base em uma mudança química que ocorre espontaneamente nela. A célula eletrolítica faz exatamente o oposto: a corrente resulta em uma mudança química. Para que a célula seja galvânica, uma mudança química espontânea deve ocorrer nela.

Publicações Populares

Diferença entre Prime Reading e Kindle Unlimited

Se você adora ler livros da Amazon, então provavelmente já ouviu falar sobre os serviços de assinatura de vários benefícios da Amazon. Leitura principal e Kindle

Diferença entre HTTP e WWW

HTTP é um acrônimo para Hypertext Transfer Protocol; este é o protocolo mais popular em uso hoje. É o padrão de comunicação usado pelo seu navegador em

Diferença entre Acuvue Advance e Oasys

Acuvue Advance vs Oasys Quase todas as coisas que fazemos são feitas quando estamos bem acordados. É assim que nossos olhos são importantes. É por isso que devemos sempre levar

Diferença entre acetona e acetato

A acetona é um tipo de cetona que tem a fórmula C3H6O ou CH3COCH3. O acetato é um tipo de ânion que possui a fórmula CH3COO-. O que é acetona? Definição:

Diferença entre feminista e igualista

Feminismo e igualismo são dois conceitos semelhantes que muitas vezes são confundidos um com o outro. Na verdade, tanto feministas quanto igualistas lutam por direitos iguais entre todos

Diferença entre à prova d'água e resistente à água

À prova de água versus resistente à água Os termos à prova de água e resistente à água referem-se à extensão na qual a água é impedida de entrar ou sair de um objeto. o