Diferenças entre os cristãos ortodoxos e protestantes

Ortodoxo vs Cristão Protestante

O cristianismo não tinha denominações até o século 11, no entanto, como resultado do 'Grande Cisma', a igreja cristã foi dividida em igreja oriental e igreja ocidental. A igreja ocidental era a igreja original (católica), enquanto a igreja oriental veio a ser conhecida como igreja ortodoxa. A segunda grande divisão resultou de um protesto em 1529 que os príncipes luteranos cederam ao dieta das torres e os seguidores desta seita passaram a ser conhecidos como os protestantes (Wylie 1).



As razões fundamentais para o surgimento das seitas cristãs foram a diferença na interpretação dos textos cristãos e a maneira de conduzir o Serviços (Walter 30). Ambas as denominações consideram os 39 livros do Antigo Testamento e os 27 livros do Novo Testamento como seus Bíblia no entanto, os ortodoxos também aceitam uma coleção de livros chamados Deut erocanônicosÀ (ou seja, um segundo cânone da escritura) que os protestantes não consideram ser uma escritura divinamente inspirada e a chamam de Apócrifos (grego: 'Coisas Ocultas') (Walter 31). o autoridade da igreja é outro ponto de desacordo entre as duas denominações. Os protestantes acreditam que a autoridade divina só vem dos 66 livros da Bíblia, enquanto do outro lado da moeda, os cristãos ortodoxos consideram a 'tradição sagrada' da igreja como sendo divinamente inspirada junto com a Bíblia.



Além disso, a classificação e a posição de Maria também são debatidas pelas duas seitas. Os ortodoxos acreditam que Maria é Theotokos, a portadora de deus, e enfatizam que Maria era virgem e ela é venerada, porém, ao contrário dos católicos, os ortodoxos rejeitam a ideia da Imaculada Conceição. Por outro lado, os protestantes consideram Maria uma mulher santa, mas rejeitam a ideia de sua virgindade perpétua. Eles afirmam que a veneração de Maria feita por ortodoxos ou católicos não é de natureza bíblica (Bonagura). O conceito de salvação também é diferente nas duas seitas. Os ortodoxos associam o conceito de deificação com a salvação e acreditam que a salvação é um processo através do qual o corpo e a alma do homem são deificados e a deificação completa não ocorre até o último dia. Eles argumentam que a salvação está disponível para todas as pessoas e todos os humanos podem potencialmente manifestar sinais de uma unidade espiritual com a Santíssima Trindade (Davies-Stofka) Embora os protestantes também acreditem no dia do julgamento (o último dia), quando todos os humanos serão ressuscitados, eles enfatizam que a salvação não é apenas uma experiência para a vida após a morte; é uma jornada que gradualmente resulta em transformação no semelhança do Cristo e preenchimento do Espírito Santo (frasco). Outro ponto de discordância relacionado é com relação ao purgatório. Os ortodoxos reconhecem a existência de um estágio intermediário entre esta vida e a vida após a morte, entretanto os protestantes rejeitam a existência de qualquer estágio intermediário entre a terra e os céus (Vial).

Além disso, os ícones desempenham um papel muito central na estrutura da crença cristã ortodoxa, na medida em que é impossível entender os ensinamentos ortodoxos sem estudar os ícones. Ícone é uma palavra grega que significa imagem, e esses ícones são de personalidades sagradas, incluindo Jesus, Maria e os santos (Davies-Stofka). Essas imagens ocupam o lugar central nas igrejas e são veneradas. Os protestantes, pelo contrário, não invocam os santos, não os veneram ou usam ícones e o símbolo mais comum é a cruz vazia que se encontrava em abundância nas suas igrejas.



Para resumir os argumentos, embora haja apenas pequenas diferenças entre as duas denominações, essas pequenas diferenças levaram a um grande desacordo e divisão dentro da comunidade cristã. Cristãos ortodoxos e protestantes diferem em termos de suas crenças, práticas, simbolismo e compreensão religiosa. Muitos de seus conceitos, incluindo o de salvação, posição de Maria, autoridade da igreja, veneração de santo e importância dos apócrifos são marcadamente diferentes nas duas denominações.

Principais diferenças:

  • O Cristianismo Ortodoxo se originou no século 11 e o Protestantismo no século 16.



  • Os cristãos ortodoxos consideram os apócrifos como divinamente inspirados e importantes - os protestantes não.

  • Os ortodoxos consideram a 'tradição sagrada' da igreja como sendo divinamente inspirada juntamente com a Bíblia, mas os protestantes apenas consideram a Bíblia como divinamente inspirada.

  • Os cristãos ortodoxos consideram Maria a portadora de um deus e uma virgem. Enquanto os protestantes discordam.

  • A crença de salivação difere significativamente. Os Cristãos Ortodoxos têm o conceito de deificação e purgatório, enquanto os Protestantes rejeitam ambos.

  • Os cristãos ortodoxos veneram santos e os ícones desempenham um papel importante em sua estrutura de crença religiosa, enquanto os protestantes rejeitam ambas as idéias.

Publicações Populares

Espadas Cantantes: Lâminas Ulfberht da Alemanha

Cientistas na Alemanha encontraram evidências que sugerem que as famosas espadas medievais Ulfberht usadas por vikings e francos foram fabricadas na Alemanha,

Diferença entre tumor cerebral e câncer cerebral

Diferença entre tumor cerebral e câncer cerebral Cada célula do corpo humano se multiplica de maneira controlada por meio de um processo denominado regulação do ciclo celular.

Diferença entre costela e rosbife

Devido à sua versatilidade, a carne bovina é uma carne comum. Pode ser preparado em muitos tipos de refeições, desde fritar, ferver, assar e até grelhar.

Diferença entre asma e crupe

Asma vs. A asma de crupe é a doença em que os brônquios ficam inflamados por uma razão ou outra. Garupa é quando o trato respiratório está inflamado devido a um

Incursão Cambojana de Nixon

A operação militar 'mais bem-sucedida' da guerra que foi um desastre em casa.

Diferença entre meiose 1 e meiose 2

Meiose 1 vs Meiose 2 A divisão celular é um processo vital na reprodução. Sem ele, não existiremos simplesmente porque todos viemos de uma única célula. Célula